Acerca de mim

A minha foto
Who am I? who cares? no matter. He knows who I am, and that, yes, that cares...

sexta-feira, fevereiro 24, 2006

Hoje estive a escolher umas fotos de familia para enviar a uma colega de escola.
Ela tem mostrado curiosidade, pelo modo como relato acontecimentos familiares.
Usa a sua imaginação, e, já diz ter imaginado a minha família de "n" formas.
A minha família deve ser muito versátil, ou eu devo ter uma imaginação muito fertil, para que a minha colega ainda não tenha conseguido fazer uma fotografia "robot"...
Fico-me pela segunda hipótese...hehehe.
Ok.
Mas não é nada disto que eu queria compartilhar.
O que queria compartilhar é o facto de que enquanto eu tentava escolher as fotografias, perdia-me na imensidão das recordações que cada uma delas me trazia à mente.
Tanta coisa passada, coisas tão bonitas vividas, pensei (como sempre penso quando me embrenho pelos albuns de fotografias da família).
E, acabei por me encontrar a "falar" comigo mesma: Porque valorizas tanto as coisas más do presente, sendo a tua visão tão turva, nublada quanto às coisas boas, e, valorizas as coisas boas do passado, nem te recordando mais das coisas más?
É verdade...
Porque valorizamos as coisas más do presente, e, valorizamos as coisas boas do passado?
Porque desvalorizamos as coisas boas do presente e desvalorizamos as coisas más do passado?
Não seria mais fácil, valorizarmos as coisas boas do presente, trazendo mais serenidade às nossas mentes, e, valorizar as coisas más do passado no sentido de verificarmos que já lá está no passado e que não nos afecta mais?
É bom valorizar o passado, mas não vivemos no passado. O passado passou, já ficou num espaço de tempo que não volta mais.
O presente é o agora. Como o vivemos agora?
VIVE ...TINOCA LAROCA... VIVE NA PLENITUDE.
Talvez...
Valha a pena...
Meditar nisto.
Tinoca Laroca

1 comentário:

Mimi disse...

Maeee! ;)

* .. *.. "FELICIDADE"

Que a felicidade não depende do tempo,
nem da paisagem, nem da sorte, nem do dinheiro.
Que ela possa vir com toda a simplicidade,
de dentro para fora, de cada um para todos.
Que as pessoas saibam falar, calar, e acima de tudo ouvir.
Que tenham amor ou então sintam falta de não tê-lo.
Que tenha ideal e medo de perdê-lo.
Que amem ao próximo e respeitem sua dor,
para que tenhamos certeza de que viver vale a pena!...
* . * . * . . * . *.*. * .
___00000___00000 *. MIl
__0000000_0000000. * .
__000000000000000. * . BEIJOKITAX
___0000000000000 * .
____00000000000 * .
______0000000 * .
________000 * .GANDIXXXXXXXXXXXXXxx***