Acerca de mim

A minha foto
Who am I? who cares? no matter. He knows who I am, and that, yes, that cares...

quarta-feira, abril 12, 2006

Quem afinal é o mestre?

Nestes últimos dias, estive a fazer um trabalho com uma colega cujo tema centrava-se sobre as funções da hipófise.
A hipófise, é uma "peça" muito pequenina (do tamanho de uma ervilha) que se encontra na nossa cabecita.
Apesar de tão pequena, é responsável por uma série de acções do nosso corpo.
Chamam-na os entendidos de "Glândula Mestre", porque regula hormonalmente (directamente) uma série de outras glândulas / hormonas, as quais por sua vez, fazem funcionar regularmente outras tantas hormonas.
Ora o acto de termos sede ou fome, de crescermos, de nos reproduzirmos, de termos ou não a capacidade de ter leite, ou, a tensão alta, ou baixa, menstruações, erecções, urina, etc., etc., é de alguma forma directa ou indirectamente coordenado pela hipófise.
Mas...
Há sempre um mas...
A tal hipófise não é na realidade a "Glândula Mestra", porque é comandada pelo Hipotálamo, sendo apenas no fundo, um veículo condutor da informação. O Hipotálamo sim, é que é o "mestre" da hipófise, o "maestro do maestro" de toda a "banda filarmónica".
Fiquei a reflectir:
Os pais são os "mestres" dos seus filhos...
Mas Deus é na realidade o Mestre dos "mestres".
Se nós somos apenas "veículos" que formam os filhos...
Que informação estamos a veícular?
Tal como a hipófise, somos do tamanho de "uma ervilha", mas somos responsáveis por algo muito grande: os nossos filhos.
Se não estivermos a funcionar saudavelmente, e, a veícular sob o comando do Mestre, alguns / todos os "orgãos" funcionarão de forma irregular, podendo ter como resultados, o "nanismo" (anões) ou o "gigantismo", a infertilidade, ou outros "disturbios".
Como estamos a veicular a mestria dos nosso filhos?
"... Rabi, sabemos que és o Mestre que veio de Deus para nós, porque mais ninguém poderia fazer estes sinais milagrosos que Tu fazes, se Deus não fosse Contigo.
Jesus respondeu: Em verdade, em verdade te digo que quem não nascer de novo, não pode ver o Reino de Deus"
João 3:2-3
Pensei para comigo mesma:
Vale a pena eu meditar nisto!
Tinoca Laroca

4 comentários:

Lou disse...

Vale a pena meditar nisso, sim. Me lembra o famoso livro "Em seus passos, o que faria Jesus?" Tê-lo como mestre é repetir essa pergunta a todo o instante, diante de todas as situações e, principalmente, ante a cada pessoa que encontrarmos, em nosso dia-a-dia. E a foto está fantástica. Adoro pastor alemão. Temos uma em casa: a Duda.

Avozinha disse...

Bolas, amiga Laroca! E logo eu, que não tenho hipófise! Perdi-a aquando do parto difícil de gémeos. Terei o resto?

Tinoca Laroca disse...

Eu também tive gémeos... uma Benção!
O resto?
Talvez...
Valha a pena meditares nisso!
Bjs.
T.

Marlene Maravilha disse...

Vale a pena meditar sim, e modificar hábitos para melhorar sempre.
A hipósfise, eu a conheço muito bem. Aí em 1997, tive um tumor benigno, designando assim um grande disturbio hormonal no meu organismo que deu o que falar...
mas Jesus o curou sem cirurgia e isso faz parte do meu testemunho aonde o Senhor mandar. Isto antecedeu-se aos canceres na garganta,que tive em seguida.E Jesus também efetuou a sua obra, curando-os em meados de 2002. Usou os médicos, tratamentos,mas aqui estou para contar esta história e glorifica-lO.
Então é bom meditarmos mesmo para da parte do Senhor obtermos as respostas.
abraços